sábado, 8 de junho de 2013

Noticiazinhas (08 de junho de 1974)



Tem muita gente por ai “braba” com os baurenses, pela “torcida” dos mesmos, quando do jogo entre MAC e Botafogo de Ribeirão Preto, ocorrido em Marília, na tarde de quarta-feira última.

Mais do que isso, pelas comemorações que a gente de Bauru realizou, com festas e passeatas e inclusivo com o “enterro simbólico” do Marília Atlético Clube.

São coisas do futebol, manifestações perfeitamente normais, que decorrem das alegrias e tristezas que o esporte-rei proporciona.

Quem poderia garantir que, em caso contrário, na hipótese de ter vencido o MAC, os marilienses não teriam da mesma fórma, realizado o “enterro” do E. C. Noroeste?

--:--

Bomba junina explodia noite de ante-ontem no plenário da Câmara Municipal. Se não trata de ato subversivo, mas sim de ato de alguma pessoa sem responsabilidade.

Os efeitos após foram mais altos do que as consequências do ocorrido.

Tenho criticado a Câmara pelo comportamento de alguns de seus vereadores em funções legislativas. Mas não concordo com o que aconteceu, mesmo porque, embora se descontente com a ação dos parlamentares, justo é que se reconheça que a Câmara Municipal representa um Poder e como tal deve ser respeitado.

--:--

Faleceu um cidadão conhecidíssimo, humilde, popularissimo da cidade: o Júlio Preto, ou Júlio Gagolino.

Simples, pobre, inofensivo, que não chegou a completar-se como cidadão. Mas que nunca ocasionou prejuízos a terceiros.

Foi uma espécie de “mascote” da A. A. São Bento de há 30 anos passados. Ropeiro do clube, dedicado ao clube alvirubro.

Com respeito, uma solidariedade póstuma.

--:--

Teve excelente repercussão nos meios esportivos nacionais a re-convocação do atacante Mirandinha para a Seleção do Brasil.

Se o sãopaulino e ex-corinthiano conseguir realizar na Alemanha o que ultimamente tem conseguido no ataque do Morumbi, isso representará um rasgo de inteligência dos dirigentes da CBD – e uma tranquilidade para todos os brasileiros.

A razão é muito simples: César “escondeu”tanto o jogo durante os treinamentos do selecionado, que agora não consegue encontrá-lo.

--:--

Waldir Perez, goleiro convocado à última hora em virtude do desligamento de Wendell, poderá fazer excelente figura, vez que vem se conduzindo numa forma espetacular.

E a gente lembra, então, que quando o Waldir jogava pelo Garça F. C., o goleirinho alimentava verdadeira paixão para ser contratado pelo MAC.

Mas, na ocasião, o Alfredinho não topou a cara do Waldir e não quiz que Ribamar o contratasse.

Fica, portanto, transferida para Garça, para o Ponte Preta e para o S. Paulo, essa honra de ter contribuído com um elemento para a Seleção Nacional.

--:--

Contou-me, em São Paulo, um jornalista bauruense, antes da realização do jogo de quarta-feira:

- Temos o processo já “burilado” para impetrar contra o MAC, no caso de Marília vencer o Botafogo e alijar o Noroeste. E iremos “prá cabeça”, porque o amador do MAC não disputou  o campeonato oficial da FPF no ano passado.

Taí.

Não vai precisar. Mas o Maquinho disputou, sim.

Extraído do Correio de Marília de 08 de junho de 1974

Nenhum comentário: