domingo, 18 de janeiro de 2009

O Climático Hotel (18 de janeiro de 1957)

Temos noticiado constantemente o fato que representa o grandioso empreendimento de um grupo de marilienses, já na sua fase final, na estação climática de Campos Novos Paulistas: o Climático Hotel.

Realmente, nenhum exagero ou outro interesse existe de nossa parte, senão o focalizar um acontecimento que tem muito mais importância do que possa parecer à primeira vista.

O mariliense, para repouso ou tratamento de saúde, até aquí, viu-se obrigado a rumar para estações de águas caríssimas e famosas, longe de Marília. Isso, de modo geral, não mais vai ser necessário, uma vez que, já para o último trimestre do ano em curso, deverá ser oficialmente inaugurado o Climático Hotel Campos Novos Paulista, realização que veio preencher imensa lacuna, não só em Marília, como em toda a Alta Paulista, Alta Sorocabana, Norte do Paraná, e, à rigor, no próprio Estado.

Não mais precisarão os marilienses, de agora em diante, abandonar seus compromissos e suas famílias, para realizar necessários tratamentos em “estações de água”. Alí está o Climático Hotel, perto de Marília, ligado por boas estradas, propiciando mesmo o ensejo de passar semanas naquelas paragens inteirados de seus negocios.

O clima é excelente. A água salubérrima. Frutas que reconhecidamente só vingam em climas frios e especiais da Europa, ali crescem com facilidade, produzindo excelentes produtos.

Tudo foi convenientemente estudado pelos timoneiros da idéia. Folguedos, lugares para espairecer o espírito, alimentação, conforto, vida ao ar livre, esportes, natação, tudo, enfim.

Nas proximidades, encontra-se u’a verdadeira maravilha da natureza: uma fonte, conhecida pelo nome de “Fonte dos Euricos”, cujas propriedades medicinais de suas águas, já devidamente comprovadas pela ciência médica, principiam de modo vertiginoso a atrair turistas. São incontáveis os efeitos do liquido dessa fonte, para diversas espécies de males físicos do homem.

Aqueles que já conhecem Campos Novos Paulistas e que já viram “in loco” as majestosas óbras do Climático Hotel, entendem perfeitamente que estamos apregoando um fáto digno de merecer as mais encomiosas referências.

Aqueles outros, que, por motivos diversos, ainda não tiveram o ensejo de visita o referido empreendimento, estão no dever de conhece-lo, para aquilatar o que de alto valor significará dentro das próprias necessidades da saúde e do repouso de nossa gente.

Até ha pouco, “fazer uma estação de água” era privilégio de ricos. Hoje, não; hoje, até os mais modestos financeiramente, são cotistas do Climático Hotel Campos Novos Paulistas. Imaginem os leitores, o bem estar e o conforto físico e salutar que essa gente proporcionará às suas famílias.

Vale a pena, repetimos, conhecer o Climático Hotel Campos Novos Paulista.

Extraído do Correio de Marília de 18 de janeiro de 1957

Um comentário:

Benedito Antônio disse...

Boa tarde!

Sou morador de Limeira, mas um amante incondícional da Cidade de Campos Novos Paulista, desde minha Juventude, frequento essa tão aprasível cidade, fase essa em que conheci o Hotel Climático, já estava ele em sua fase de decadência.
Nesse feriado de 1°de Maio, estive em Campos Novos, e fiquei muito triste em ver o estado de abandono em que encontra tão grandioso empreendimento, apesar de todo abandono, a sua estrutura continua sólida, o madeiramento as telhas a estrutura dos salões, enfim, me encomoda o descaso com que os proprietários deixaram chegar tão magestoso Hotel.
O abandono é tanto, animais circulam por dentro dos grandes salões, morcegos e pontos progriam por ali, jovens e andarilhos usam seu quartos como tocas para uso de drogas e de promisquidade.
Gostaria de saber como entrar em contato com os proprietários do Hotel, pois tenho um projeto junto aos níveis Federais e gostaria de poder fazer algo por Campos Novos, afinal o progresso daquela cidade estancou junto com o fechamento do Hotel.
Desde já lhe agradeço
Benedito Ant. Scherrer
(19) 3451-5164
bscherrer@limeira.com.br