sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Fragmentos de Notícias (10 de fevereiro de 1960)



Amanhã, quinta feira (11/2/1960), deverá reunir-se a edilidade mariliense. Esperam muitos e especialmente os preocupados com a constituição da Comissão Municipal de Arte e Cultura, que os vereadores consigam apreciar e votar o projeto de autoria do sr. Sebastião Mônaco, que dispõe sôbre a criação do referido e útil organismo.

A respeito, sabe-se que um outro projeto de lei, vasado em teor diferente, porém consubstanciado à fim análogo, está sendo “cozinhado” para ser submetido à Câmara. Êsse segundo projeto, dizem, se não for dada última forma, ao invés de auxiliar, virá prejudicar o anterior!

--:--

Pelo que pudemos perceber, existe na Câmara, intenções totais e por intermédio de todas as bancadas com assento na edilidade mariliense, em prestigiar incondicionalmente as ações do atual Prefeito, facilitando ao Chefe do Executivo, o máximo possível. Isto é, oferecendo, “de bandeja”, todos os meios, recursos e possibilidades. Haverá, pelo que deduz, harmonia entre os dois Poderes e isso traduzirá, inegavelmente, além do espírito de compreensão sempre demonstrada pelos marilienses, mais uma prova de que as forças sempre se uniram em Marília, em todas as circunstâncias que exigiram ações em pról dos interêsses da cidade e do bem comum dos marilienses. Por outro lado, terá o sr. Barretto Prado, mais claras faculdades para operar uma boa e proveitosa administração municipal.

--:--

Em boa hora a polícia empreende uma campanha moralizadora contra o “trottoir” nas ruas da cidade. Positivamente, a vida nesse particular, nos últimos tempos, vem apresentando aspectos que de fato não se casam com os foros de dignidade da família mariliense. Nos últimos tempos, aumentou muito em nossa cidade, o número de mulheres desocupadas e de vida suspeita em circulação pela “urbe”, realizando um comércio condenável.

--:--

Caminham a passos largos os preparativos para os folguedos carnavalescos nos clubes sociais da cidade. Nada menos do que quatro grandiosos bailes de carnaval serão feridos em quatro pontos diferentes da cidade.

--:--

Domingo vindouro, o São Bento terá que enfrentar o Estrela da Saúde, em São Paulo. Se o alvi-rubro conseguir imprimir ao seu plantel o mesmo espírito de luta posto em prática domingo passado em Presidente Prudente, e, se pudermos contar com a felicidade de uma arbitragem parcial (e honesta), é possível que o clube mariliense consiga um resultado honroso para as suas cores.

--:--

Excelente foi a safra de amendoim no município de Marília no ano corrente. Constitui-se mesmo num autêntico “record” e proporcionou excelentes preços aos agricultores e esplêndida margem de lucros aos intermediários. Como contraposição, podem todos estar certos de que os derivados dêsse utilíssimo produto serão duas vezes mais caros!

--:--

Procede a Prefeitura a capinação das gramíneas nos vãos dos paralelepípedos. O mato está sendo acumulado em pequenos montes, ao longo das guias das sarjetas. No passado, em muitas ruas, êsses “montinhos” de capim e terra não foram recolhidos pelos carros coletores de lixo. Quer dizer, o serviço ficou feito pela metade. Esperam os marilienses que desta vez tal não se repita.

--:--

O número de cães sem dono que perambulam pelas ruas da cidade aumentou consideravelmente. Por vezes, oferecendo espetáculos contundentes em plenas vias públicas, por onde transitam crianças e mulheres. Problema difícil de solução êsse, embora de solução urgente.

--:--

Enquanto não se constrói o novo Mercado Municipal, seria de bom alvitre uma limpeza e pelo menos uma caiação no prédio do atual. E, simultaneamente, uma “limpezazinha” nos mitórios do mercado existente, que, diga-se de passagem, reclamam essa providência.

Extraído do Correio de Marília de 10 de fevereiro de 1960

Nenhum comentário: