segunda-feira, 18 de julho de 2011

O II Posto de Abastecimento do Sesi (18 de julho de 1959)


Sabem os leitores, várias vezes abordamos, através desta secção diária, a necessidade de Marília ser atendida pelo Serviço Social da Indústria, no sentido de ser nossa cidade aquinhoada com mais um Pôsto de Abastecimento do Sesi.

Esplicamos, dentro das bases que conseguimos apurar, as razões justificadas dessa reivindicação, os motivos de inquestionável necessidade para a grande classe industriária mariliense.

Ao nosso apêlo, fizeram-se ouvir outros rogos do mesmo sentido, provando que preiteamos um melhoramento reclamado pelo próprio progresso de nossa “urbe”.

Acabamos agora de receber a correspondência nº 10879, datada de 6 último, assinada pelo Sr. Oscar Augusto de Camargo, diretor regional de São Paulo, do Serviço Social da Indústria. É o seguinte o conteúdo da aludida missiva, relacionada com mais um Posto de Abastecimento do Sesi em nossa cidade:

“Vimos acompanhando com interesse seus artigos pugnando pela criação de mais um Posto de Abastecimento do Sesi nessa cidade e temos a lhe informar o seguinte:

“É parte do nosso programa assistencial, a ampliação de todos os serviços, a fim de se poder atender a tôdas as necessidades da Indústrias; porém, trabalhamos dentro de orçamento previamente aprovado, e com verbas certas, pois nossos recursos não são ilimitados. Assim, essa ampliação vai se processando aos poucos, segundo o Sesi, um critério de urgência e antiguidade dos pedidos.

“Marília terá seu segundo Pôsto de Abastecimento, tão lógo chegue sua vez e nos seja possível instala-lo.

“Apraz-nos acrescentar, que para nós, a campanha movida por V. Sa. não deixou de ser lisonjeira, por representar um atestados dos bons serviços prestados por esta Entidade à classe operária de Marília”.

Agradecemos, de nossa parte, a atenção que nos foi dispensada a respeito dessa contenda. Entretanto, a julgar-se pelo conteúdo da missiva óra transcrita, parece que as possibilidades desse entendimento, condicionadas à previsão de verba própria, não estarão muito próximas de nosso objetivo, objetivo que é menos nosso pessoalmente do que dos industriários de nossa cidade.

Nessas condições, ao registrarmos o fato, cumpre-nos ainda engrossar os apelos já anteriormente formulados aos dirigentes do Serviço Social da Indústria, pedindo-lhes, simultaneamente, que providenciem então, no sentido de que a respectiva verba para a instalação do II Pôsto de Abastecimento do Sesi em Marília, seja consignada para o próximo exercício, no mínimo.

A necessidade de Marília, a respeito, é indiscutível, tanto assim que o próprio departamento regional do Sesi em São Paulo, pelo que se vê na correspondência aludida, não a refutou.

Nêssas condições, ao que parece, deveremos contar então, com os bons ofícios, interesses e boa vontade do Sr. Oscar Augusto de Camargo e seus auxiliares diretos. Isso faremos e deixamos claro que aquí estaremos, vez por outra, para lembrar aqueles funcionários, a urgência de cumprimento dessa promessa.

Extraído do Correio de Marília de 18 de julho de 1959

Nenhum comentário: