domingo, 24 de julho de 2011

Dia dos Motoristas (24 de julho de 1959)


Amanhã, 25 de julho, marcará a data consagrada aos motoristas. Na oportunidade, congratulamo-nos com a laboriosa classe dos profissionais do volante, gente que tem também a sua parcela de contribuição ao progresso nacional. Sejam os motoristas de praça, sejam os condutores de caminhões de transportes, os “chauferes” são dignos de admiração, pelo papel que desempenham no comércio, na indústria ou na sociedade.

Os motoristas de praça, transportam alegrias, tristezas ou esperanças de um povo. A eles recorre a maioria das gentes nos momentos mais urgentes. Para o batizado, casamento, doença urgente, viagem à negócios ou à passeios, para o transporte de quem foi acidentado ou de quem foi acidentado ou de quem necessita u’a maternidade. Quando o mau tempo impéde a locomoção fácil, recorre-se também aos motoristas de praça; ou quando existe pressa e transito pessoal.

Os motoristas de caminhões, especialmente os de transporte inter-estadual, são os verdadeiros condutores do progresso do país. levando cargas diversas, transportam a produção nacional, a seiva da terra, de um para outro ponto. Levam o nome das cidades a lugares distantes, fazendo a publicidade necessária e indiréta, do progresso de cidades ou regiões. Passando dias seguidos e muitas vezes noites a dentro, em peregrinação longínquas, estão contribuindo para o trepidante progresso do país, impulsionando a máquina do dinamismo nacional, acionando a engrenagem da própria evolução. Os motoristas de transporte não deixam o progresso estagnar.

Nesse labutar comum, eivado de contendas diversas, quando muitos têm sacrificado, inclusive, o confronto do lar em muitas horas ausentes das famílias, vários profissionais têm perdido a vida, por circunstancias múltiplas. E quasi todos têm caído sôbre o volante sem afastar-se da responsabilidade do encargo, de maneira honrora e digna, tal qual o soldado que cai na trincheira em defesa de um ideal sagrado.

Como se isso não bastasse, mistér é que se recorde o grande número de profissionais do volante, abatidos inocentemente por balas ou punhais traiçoeiros, de desalmados ladrões assaltantes.

O motorista profissional, aquele que de fato executa e vive da profissão de dirigir veículo, tirando dêsse trabalho o sustento necessário para sí e para os que lhe são caros, é um cidadão digno, porque executa um trabalho digno e honrado. A ele, os nossos respeitos, nesta oportunidade, quando, amanhã, será comemorado o Dia dos Motoristas.

Nossas congratulações, portanto, à grande e unida classe dos motoristas profissionais de todo o Brasil, nas pessoas dos motoristas profissionais de Marília. Nossos desejos para que esses homens continuem a servir a sociedade e o progresso brasileiro, com o mesmo brilhantismo, eficiência e operosidade como até aquí tem feito, para que continuem a merecer a estima e o respeito de todos, como até aquí sempre tem acontecido.

Parabéns, motoristas de Marília, pelo transcurso do Dia do Motoristas!

Extraído do Correio de Marília de 24 de julho de 1959

Nenhum comentário: