domingo, 10 de abril de 2011

Colcha de Retalhos (10 de abril de 1959)

Um pedreiro português falecido há 100 anos, no dia 11 de abril de 1859, está distribuído misteriosamente convites para “os festejos comemorativos do centenário do seu processamento, com inicio às 22 horas no solar da Arquitetura, avenida Pasteur, 250”.

O estranho defunto chama-se Mateu Miranda Hermenegildo e tem uma história curiosa, que os alunos da Faculdade Nacional de Arquitetura da Universidade do Brasil inventaram para justificar e animar o grande baile macabro de calouros que promoverão amanha. Os convites foram feitos como se o próprio defunto, Mateu Miranda Hermenegildo, estivesse a frente da comemoração.

--:--

Amanhã e depois, deveria realizar-se a Concentração Municipalista, programada em Guaratinguetá.

Em face, todavia, do passamento da genitora do Governador Carvalho Pinto, a realização dêsse conclave municipalista foi adiada “sine die”.

--:--

Através da Associação Comercial, o comércio e a indústria do Distrito Federal vão enviar memorial ao ministro da Fazendo pedindo dilatação dos prazos para amortização do imposto de renda relativo ao ano de 1958. O recolhimento tem sido feito, até aqui, em 4 vezes e mais uma referente ao adicional. Querem agora que essas prestações sejam feitas em 10 vezes, inclusive o adicional.

--:--

No dia 21 do corrente, será lançada oficialmente a candidatura oficialmente a candidatura Jânio Quadros à Presidência da República.

Por outro lado, tem-se como certo lançamento ao Catete, no dia 1º de Maio, do atual Vice-Presidente Sr. Jango Goulart.

Dia 22 dêste, será o lançamento do nome de Adhemar de Barros.

--:--

A campanha pela reforma agraria será oficialmente lançada pelo P. T. B. a 1º de Maio, acreditando-se que vai voltar-se, principalmente, para o homem do campo. Por sinal que a U.D.N. também vai lançar uma campanha reformista, nesse setor, segundo já anunciou o sr. Magalhães Pinto.

--:--

Não existem, praticamente, dúvidas quanto à volta de Marília nos próximos certames oficial de futebol, pela 2ª Divisão de Profissionais. A A. A. São Bento renasceu e renasceu robusta, defendida por desportistas denodados e trabalhadores e com o prestígio de toda a população.

Marília voltará a reviver as suas memoráveis tardes esportivas.

--:--

O pensamento conservador comporta, agora, uma redefinição, inclusive no plano de imprensa. Conservar o que? Conservar o que é bom e sepultar o que não presta. Conservar, tonificar as idéias fecundas. E enterrar, para sempre, as idéias obsoletas, as idéias rançosas.

--:--

Cronistas esportivos que vieram agora de Buenos Aires salientam que a Argentina, hoje em dia “é um verdadeiro vulcão político-social”. Sublinham, inclusive, que o Almirante Rojas já formulou severas advertências ao governo, tendo em vista que “as vacilações e contradições de Frondizi então, afinal, fazendo o jogo do peronismo, no país”.

--:--

A comissão encarregada de transferir funcionários para Brasília mandou apressar a ida dos servidores que trabalham no Catete. O plano prevê a transferência até 1960, de todos os funcionários do palácio.

--:--

A secretária do Grupo de Trabalho de Brasília, sra. Maria Helena, informou que a transferência dos funcionários do Legislativo está muito atrasada. Nem a Câmara e nem o Senado enviaram ao grupo qualquer comunicação a respeito: só o Executivo tem fornecido esses dados.

--:--

O coronel Danilo Nunes, chefe da Divisão de Polícia Política e Social, declarou à imprensa não ter recebido ainda o documento que o presidente do IAPB, sr. Enos Sadock de Sá, declarou, em sua entrevista coletiva à imprensa, haver organizado ao Conselho de Segurança Nacional, e pelo qual – segundo afirmou – se prova a orientação comunista nas últimas greves do Brasil.

Segundo se apurou, no entanto, o documento, escrito em russo, está sendo traduzido na DPPS e deverá ser divulgado em breve. O presidente do IAPB, autor da denúncia, aponta também a interferência comunista como responsável pela campanha contra a sua pessoa, desenvolvida pela nova associação de bancários denominada CONTEC (ainda não oficializada).

--:--

Autoridades do Itamarati declararam que continua o impasse em torno do caso do general Delgado negando a informação de que o Brasil e Portugal teriam chegado a um entendimento.

Extraído do Correio de Marília de 10 de abril de 1959

Nenhum comentário: